O USO DO PRONOME TÔNICO EM DETRIMENTO AO PRONOME ÁTONO NO PORTUGUÊS DO BRASIL

THE USE OF THE TONIC PRONOUN IN DETRIMENT TO THE UNSTRESSED PRONOUN IN PORTUGUESE OF BRAZIL

  • Laura de Andrade Medeiros
  • Mayara Nicolau de Paula

Resumo

O Brasil é um país multicultural, sendo formado, assim, por pessoas diferentes, culturas e grupos sociais diversos. Toda essa diversidade gera especificações que particularizam cada grupo. A linguagem, não diferente de outros aspectos, também sofre variações dependendo do meio social que ela está sendo realizada. Para a realização deste trabalho foi feito um recorte sobre um dos aspectos da língua portuguesa e, a partir deste, realizou-se um estudo acerca do uso dos pronomes tônicos na posição de objeto direto no português brasileiro mantendo-se em mente que as línguas escrita e falada não são iguais: a fala, ao contrário da escrita, é mais livre e por isso permite mais variações. Com base nas análises de gramáticas normativas poderemos entender, um pouco mais, sobre a forma padrão de se usar esses pronomes, a partir, de falas de algumas pessoas poderemos comparar então a realização da língua com o que é prescrito nas gramáticas e perceber melhor as variações linguísticas que as englobam. 


Abstract



Brazil is a multicultural country, being thus formed by different people, cultures and diverse social groups. All this diversity generates specifications that particularize each group. Language, not unlike other aspects, also suffers variations depending on the social environment it is being carried out. For the accomplishment of this work a cut was made on one of the aspects of the Portuguese language and, from this one, to was performed a study the use of tonic pronouns in the position of direct object in Brazilian Portuguese keeping in mind that written and spoken languages are not equal: speech, unlike writing, is freer and therefore allows for more variations. Based on the analysis of normative grammars we will be able to understand a little more about the standard form of using these pronouns, from the speeches of some people we can then compare the accomplishment of the language with what is prescribed in the grammars and to perceive better the linguistic variations that encompass them.

Referências

CUNHA, Celso, CINTRA, Lindley. Nova Gramática do Português Contemporâneo. 6ª edição. Rio de Janeiro: Ed. Lexikon, 2013

DUARTE, Maria Eugênia Lammoglia. Gramática(s), Ensino de Português e “Adequação Linguística”. Disponível em . Acesso em: 18 out. 2017.

FIGUEIRA, Helena. Dúvida Linguística. Disponível em . Acesso em: 19 out. 2017.

FREIRE, Gilson Costa. Considerações sobre o ensino de clíticos. Disponível em: Acesso em: 20 jul. 2017.

LIMA, Rocha. Gramática Normativa da Língua portuguesa. 52ª edição. Rio de Janeiro: Ed.José Olympio, 2014.

OLIVEIRA, Mariangela Rios, VOTRE, Sebatião. A língua falada e escrita na cidade do Rio de Janeiro. Disponível em: Acesso em 12 ago. 2017.
Como Citar
MEDEIROS, Laura de Andrade; DE PAULA, Mayara Nicolau. O USO DO PRONOME TÔNICO EM DETRIMENTO AO PRONOME ÁTONO NO PORTUGUÊS DO BRASIL. Episteme Transversalis, [S.l.], v. 9, n. 2, set. 2018. ISSN 2236-2649. Disponível em: <http://revista.ugb.edu.br/index.php/episteme/article/view/983>. Acesso em: 21 nov. 2018.