VERBOS DE EVENTO COMERCIAL: Uma Abordagem Funcionalista-Cognitivista

COMMERCIAL EVENT VERBS: A Functionalist-Cognitivist Approach

  • Alexandre Batista da Silva

Resumo

Neste artigo apresentamos o resultado de uma pesquisa de base funcionalistacognitivista com construções com verbos de evento comercial, tais como comprar, vender, pagar em textos orais e escritos de língua portuguesa brasileira. O objetivo é descrever a valência desses verbos e determinar o número de argumentos logicamente relacionados ao sentido ao seu sentido, uma vez que não há consenso entre os gramáticos a esse respeito. A discussão deste artigo se filia a uma discussão maior dos estudos linguísticos no concernente a distinção dos termos argumentais e não argumentais de uma oração


Abstract

In this article we present the results of a functionalist-cognitivist base search with constructs with commercial event verbs such as buy, sell, pay in oral texts and Portuguese-language written texts. The purpose is to describe the valence of these verbs and to determine the number of arguments logically related to meaning to its meaning, since there is no consensus among grammarians in this regard. The discussion of this article is based on a greater discussion of linguistic studies concerning the distinction between the argumentative and non-argumentative terms of a sentence.

Referências

CYRINO, Sonia; NUNES, Jairo; Pagotto, Emílio. Complementação. In: Mary A. Kato; Milton do Nascimento (orgs.). Gramática do português culto falado no Brasil – A construção da sentença. Vol. 3. Campinas, SP: Editora da UNICAMP,2009.

FERRARI, L. Introdução à Linguística Cognitiva. São Paulo: Contexto, 2011.

FERRARI, Lilian Vieira. Postura epistêmica, ponto de vista e mesclagem em construções condicionais na interação conversacional. 1999. In Veredas 4: 115128.

FILLMORE, Charles J. An alternative to checklist of meaning. Proceedings of the First Annual Meeting of the Berkeley Linguistics Society, ed. by Cathy Cogen et al., Berkeley: Berkeley Linguistics Society, 1975.

______. Scenes-and-frames semantics. In Linguistic Structures Processing, ed. by Antonio Zampolli, Amsterdam and New York: North Holland Publishing Co., 1977.

______. Frame semantics. In: Linguistics in the Morning Calm, ed. by The Linguistic Society of Korea. Soeul: Hanshin Publishing Co., 1982.

FURTADO DA CUNHA, M. A; SOUZA, M. M. Transitividade e seus contextos de uso. Rio de Janeiro: Lucerna, 2007.

GOLDBERG, A. E. Constructions: a construction grammar approach to argument structure. Chicago: The University of Chicago Press, 1995.

______. Constructions at work: the nature of generalization in language. New York: Oxford University Press, 2006.

ILARI, Rodolfo; BASSO, Renato Miguel. O verbo. In: ILARI, Rodolfo; NEVES, Maria Helena de M. (org.) Gramática do Português culto falado no Brasil. Vol. 2. Classes de palavras e processos de construção. São Paulo: Campinas: Editora da Unicamp, 2008.

MARTELOTTA, M. E; ALONSO, K. S. Funcionalismo, cognitivismo e a dinamicidade da língua. In: SOUZA, E. F. R. Funcionalismo linguístico: novas tendências teóricas. Vol. 1. São Paulo: Contexto, 2012. p. 87-106.

MIRA MATEUS, Maria Helena, BRITO, Ana Maria, DUARTE, Inês e FARIA, Isabel Hub. Gramática da Língua Portuguesa. 2ed. revista e aumentada. Lisboa: Caminho.1989.

MIRANDA, N. S.; SALOMÃO, M. M. M. (Org.). Construções do português do Brasil: da gramática ao discurso. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2009.

OLIVEIRA, Mariangela Rios. Tendências Atuais da pesquisa funcionalista. In: SOUZA, E. F. R. Funcionalismo linguístico: novas tendências teóricas. Vol. 1. São Paulo: Contexto, 2012. p. 133-1546.

RAPOSO, E. B. P. et al. (org.) Gramática do Português. Vols. I e II. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2013.

SOUZA, Maria Medianeira de. Transitividade e construção de sentido no gênero editorial. Tese de doutorado – Universidade Federal de Pernambuco. Programa de Pós-Graduação em Letras. – Recife (PE), 2006.
Como Citar
DA SILVA, Alexandre Batista. VERBOS DE EVENTO COMERCIAL: Uma Abordagem Funcionalista-Cognitivista. Episteme Transversalis, [S.l.], v. 9, n. 2, set. 2018. ISSN 2236-2649. Disponível em: <http://revista.ugb.edu.br/index.php/episteme/article/view/990>. Acesso em: 21 nov. 2018.