BOAS NOITES À ESCRAVIDÃO: Abolição nas Crônicas de Machado de Assis

GOOD NIGHTS TO SLAVERY: Abolition in the Chronicles of Machado de Assis

  • Flávia Danielle Rodrigues Silva

Resumo

Machado de Assis sempre foi um escritor crítico. Em suas crônicas, ele sempre relatava e criticava a matéria literária, política, teatral e acontecimentos históricos nacionais e internacionais de sua época. Em cinco de abril de 1888, Machado de Assis começou a publicar na Gazeta de Notícias uma nova série de crônicas chamada Bons dias!. Nesta mesma época, o Brasil vivia uma época política e econômica em que ficava cada vez mais visível como era importante a abolição da escravatura. Por este motivo, era de se esperar que Machado não deixaria de comentar sobre a escravidão em suas crônicas, apontando os acontecimentos e criticando as posturas da sociedade. Este artigo tem o objetivo de analisar o tema da escravidão em três crônicas machadianas da série Bons dias!: a crônica de 11 de maio de 1888, a crônica 19 de maio de 1888, e, por fim, a crônica 20-21 de maio de 1888 (Imprensa Fluminense).


Abstract


Machado de Assis has always been a critical writer. In his chronicles, he always reported and criticized the literary, political, theatrical, national and international historical events of his time. On April 5, 1888, Machado de Assis began to publish in the “Gazeta de Notícias” newspapper a new series of chronicles called "Bons Dias!". At the same time, Brazil was experiencing a political and economic time in which became increasingly important for the country the abolition of slavery. Because of this, it was to be expected that Machado would not fail to comment on slavery in his chronicles, pointing out events and criticizing the attitudes of the society. This article aims to analyze the issue of slavery in three Machadian chronicles of the series "Bons Dias!": the chronicle of May 11, 1888, the chronicle of May 19, 1888, and finally the chronicle of May 20-21 Of 1888 (Imprensa Fluminense).

Referências

ASPETI, Clara Miguel. A vida carioca nos jornais: Gazeta de notícias e a defesa da crônica. Contemporânea. v. 4, n. 2, ed 7. Rio de Janeiro: 2006. Disponível em: http://www.epublicacoes.uerj.br/index.php/contemporanea/article/view/17576/12953. Acesso em: 10 out. 2016.

ASSIS, Machado de. Aquarelas. In: Obra completa, Machado de Assis. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, V. III, 1994.

__________. Bons dias! Introdução e notas: John Gledson. Campinas: Editora Unicamp, 2008.

Bíblia Sagrada. São Paulo: Sociedade Bíblica do Brasil, 2015.

CÂNDIDO, Antonio [et. al.]. A Crônica: O Gênero, sua fixação e suas transformações no Brasil. Fundação Casa de Rui Barbosa. Campinas: Ed. da UNICAMP, 1992.

Crônica. Dicionário Priberam da Língua Portuguesa. 2008-2013. Disponível em: http://www.priberam.pt/dlpo/crôncica [consultado em 21-09-2016].
Como Citar
SILVA, Flávia Danielle Rodrigues. BOAS NOITES À ESCRAVIDÃO: Abolição nas Crônicas de Machado de Assis. Episteme Transversalis, [S.l.], v. 9, n. 2, set. 2018. ISSN 2236-2649. Disponível em: <http://revista.ugb.edu.br/index.php/episteme/article/view/992>. Acesso em: 21 nov. 2018.