A REVIEW OF METHOD AND APPROACHES AND THEIR APPLICATIONS IN RIO DE JANEIRO STATE SCHOOLS

UMA REVISÃO DO MÉTODO E DAS ABORDAGENS APLICADAS NAS ESCOLAS DO ESTADUAIS DO RIO DE JANEIRO

  • Talita Nogueira Alves
  • Paulo Lúcio Scheffer Lima

Resumo

O objetivo deste trabalho é fazer uma revisão dos diferentes métodos e abordagens do ensino de língua inglesa e apontar qual deles apresenta maior viabilidade de ser aplicado nas escolas públicas do estado do Rio de Janeiro, de modo a proporcionar uma aprendizagem mais significativa por parte dos alunos. Uma grande parcela dos alunos se sente desmotivada ao estudar língua estrangeira na rede de ensino regular e não consegue aprender o idioma de forma significativa. Faz-se necessário, então, encontrar uma alternativa para que o aluno se interesse e que o ensino de língua estrangeira (inglesa, em particular) se torne mais efetivo. Para atingir tais objetivos, foram feitas análises de diferentes métodos e abordagens mais utilizados pelos professores no ensino de língua estrangeira, destacando aspectos positivos e negativos de cada um. Em seguida, é apresentada uma análise atenta de um dos métodos, a Content Based Instruction (CBI), para entender qual dos métodos analisados melhor se ajustaria à proposta interdisciplinar e ao ensino contextualizado, orientados pelo currículo mínimo elaborado pela Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro. 


Abstract

The objective of this study is to review different methods and approaches to English language teaching and indicate which presents greater viability to be applied in the public schools of the state of Rio de Janeiro, in order to provide a more meaningful learning by students. A large proportion of students feel unmotivated to study a foreign language in the regular school system and cannot learn the language significantly. It is necessary, then, to find an alternative to increase the students’ interest and make foreign language teaching (English in particular) become more effective. To achieve these objectives, analyses of different methods and approaches used by most teachers in foreign language teaching were made, highlighting positive and negative aspects of each. Then, a careful examination of one of the methods is presented, the Content-Based Instruction (CBI), to understand which method analyzed would fit better the interdisciplinary approach and the contextualized teaching, guided by the minimum curriculum developed by the Rio de Janeiro State Education Department.

Referências

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Médio: Parte III - Linguagens, códigos e suas tecnologias. Brasília: MEC, 2000. Online at:Viewed on Jul. 24th, 2014.

CESTARO, Selma Alas Martins. O Ensino de Língua Estrangeira: História e Metodologia. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 2003. Online at ViewedonJul. 23, 2014.

DAVIES, Stephen. Content Based Instruction in EFL contexts. Miyazaki: The Internet TESLK Journal, 2003. Online at: < http://iteslj.org/Articles/DaviesCBI.html>Viewed on Jul. 23, 2014.

HODGSON, Elaine C. É possível aprender Inglês nas escolas? Estratégias de aprendizado para professores e alunos. In: POSSAS, Sandra. Inglês na sala de aula: ação e reflexão. São Paulo: Richmond Publishing, 2010.

LINDSAY, Cora, KNIGHT, Paul. Learning and Teaching English: a course for teachers. Oxford: Oxford University, 2006.

GOVERNO do Estado do Rio de Janeiro. Currículo Mínimo 2012: Língua Estrangeira. Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Educação: 2012. Online atViewed on: Jul. 24, 2014.

STRYKER, Stephen B; Leaver, Betty L. Content Based Instruction in Foreign Language Education: models and methods. Washington: George town University Press, 2007. Online at: Viewed on: Jul. 24th, 2014.

YOON, Cristina. Content Based Instruction. Hawaii: Hawaii Pacific University, 2006. Online at: Viewed on: Jul 30th, 2014.
Como Citar
ALVES, Talita Nogueira; SCHEFFER LIMA, Paulo Lúcio. A REVIEW OF METHOD AND APPROACHES AND THEIR APPLICATIONS IN RIO DE JANEIRO STATE SCHOOLS. Episteme Transversalis, [S.l.], v. 9, n. 2, set. 2018. ISSN 2236-2649. Disponível em: <http://revista.ugb.edu.br/index.php/episteme/article/view/999>. Acesso em: 21 nov. 2018.