GERAÇÃO TARJA PRETA

O Uso Excessivo de Psicoativos por Adolescentes

  • Marcelo Ribeiro de Almeida Guedes
  • Matheus Ribeiro Marins

Resumo

No Brasil o consumo de medicamentos pscicoativos por crianças e adolescentes está se tornando cada vez mais frequente, em função do diagnóstico de diversas patologias dentre essas as mais comuns são: Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) e outros Transtornos de Aprendizagem. Adota-se a medicalização como a principal forma de tratamento, essa inserção do tratamento medicamentoso vem sendo realizada de forma mais precoce tornando-os dependentes da medicação, sem mencionar ainda as altas doses e os efeitos colaterais advindos do uso do medicamento. O aumento acelerado da comercialização e consumo dos medicamentos psicoativos é visto como uma questão de saúde pública que deve ser amplamente investigada. Esse trabalho tem por objetivo fornecer contribuição para o entendido do aumento do consumo por crianças e adolescentes na sociedade atual, investigando as razões que influenciam este aumento, além de desenvolver uma investigação com os alunos do Ensino Médio da Instituição, sendo desenvolvido como uma revisão bibliográfica de caráter qualitativo e descritivo dos estudos da área, e mobilizando sobre os perigos e as consequências do uso de psicoativos em crianças e adolescentes, principalmente em idade escolar. Verifica-se a necessidade de acompanhamento dos discentes, a ser realizado por um profissional comprometido, que auxilie o aluno em seu tratamento e assuma o compromisso contra a banalização do uso dos psicoativos.

Como Citar
GUEDES, Marcelo Ribeiro de Almeida; MARINS, Matheus Ribeiro. GERAÇÃO TARJA PRETA. Simpósio, [S.l.], n. 8, fev. 2020. ISSN 2317-5974. Disponível em: <http://revista.ugb.edu.br/ojs302/index.php/simposio/article/view/1938>. Acesso em: 19 jan. 2021.