A ATUAÇÃO DO BIOMÉDICO PERFUSIONISTA

  • Andreza de Jesus Dutra Silva
  • Paola Sthefane Missias Moreira

Resumo

Tendo em vista à importância em comandar o maquinário de CEC e auxiliar na perfusão dos órgãos do paciente, e a necessidade do profissional perfusionista dentro do centro cirúrgico, no ano de 2002 o Ministério da Saúde, legitimou o perfusionista como pertencente à equipe multidisciplinar cirúrgica. Pesquisa-se sobre o biomédico perfusionista, a fim de identificar o papel do perfusionista e valorizar a atuação do mesmo e, em especial o biomédico perfusionista. Para tanto, é necessário saber como este atua operando o maquinário de circulação extracorpórea, suas possíveis intercorrências e as doenças que mais necessitam dessa intervenção. Realiza-se, então, uma pesquisa de revisão bibliográfica nas seguintes plataformas digitais: Scielo e Google Acadêmico, dos 55 artigos selecionados, apenas 13 estavam dentro do objetivo desse estudo. Diante disso, verifica-se que com o surgimento deste novo método de intervenção cirúrgica fez-se necessário um profissional específico que tivesse o saber teórico e prático sobre como operar o maquinário de circulação extracorpórea, o que impõe a constatação de que perfusionista é de suma importância para o êxito da cirurgia cardíaca com circulação extracorpórea.

Como Citar
SILVA, Andreza de Jesus Dutra; MOREIRA, Paola Sthefane Missias. A ATUAÇÃO DO BIOMÉDICO PERFUSIONISTA. Simpósio, [S.l.], n. 8, fev. 2020. ISSN 2317-5974. Disponível em: <http://revista.ugb.edu.br/ojs302/index.php/simposio/article/view/1924>. Acesso em: 16 jan. 2021.