CÂNCER DE COLO UTERINO E HPV

Profilaxia, Diagnóstico e Tratamento

  • Arielly Cristina de Azevedo Villarinho Vimar
  • Anrielly Carolini da Silva Braga
  • Yasmim Isla Vianna

Resumo

O câncer de colo uterino ocupa a terceira posição de ocorrência na população brasileira feminina. O aumento de sua incidência está relacionado à fatores como: o número de parceiros, o tabagismo, o uso de contraceptivos orais, início da atividade sexual precoce e infecções sexualmente transmissíveis. O vírus HPV é considerado o principal fator para o desenvolvimento do câncer do colo do útero. A detecção de anomalias no canal vaginal é feita através do exame preventivo (Papanicolau), podendo ter um diagnóstico precoce. O tratamento oncológico pode ser feito por meio de cirurgia, radioterapia, quimioterapia, transplante de medula óssea dentre outros. Em países que estão em desenvolvimento, inclusive o Brasil, o câncer de colo de útero continua sendo um problema de saúde pública. O artigo propôs analisar o diagnóstico precoce de câncer de colo uterino, como fator pré-determinante para o prognóstico; conhecer através da literatura a história da doença; relacionar as formas de profilaxia e diagnóstico ao prognóstico, através de uma pesquisa bibliográfica de natureza qualitativa, de caráter descritivo acerca do tema HPV e câncer de colo uterino: profilaxia, diagnóstico e tratamento. Concluímos que é importante a promoção, prevenção e controle do câncer do colo de útero, por meio de recrutamento de mulheres, ações educativas e consultas, além de ressaltar, reconhecer e incentivar o seu autocuidado e o diagnóstico precoce.

Como Citar
VIMAR, Arielly Cristina de Azevedo Villarinho; BRAGA, Anrielly Carolini da Silva; VIANNA, Yasmim Isla. CÂNCER DE COLO UTERINO E HPV. Simpósio, [S.l.], n. 8, fev. 2020. ISSN 2317-5974. Disponível em: <http://revista.ugb.edu.br/ojs302/index.php/simposio/article/view/1927>. Acesso em: 19 jan. 2021.