ASPECTOS DE RESILIÊNCIA EM PACIENTES ONCOLÓGICOS E A COLABORAÇÃO DO PSICÓLOGO NO ENFRENTAMENTO DO CÂNCER

  • Eduardo de Freitas Miranda
  • Camila Coêlho de Souza

Resumo

Esta pesquisa teve como objetivo identificar fatores envolvidos no enfretamento do câncer por pacientes oncológicos e a percepção do psicólogo sobre sua atuação na área oncológica. O estudo incluiu pacientes oncológicos de 30 a 70 anos acolhidos em uma instituição sem fins lucrativos da região do Médio Paraíba e psicólogos atuantes no setor de oncologia da mesma região. Empregou-se a pesquisa descritiva em campo, com pesquisa bibliográfica e coleta de dados através de entrevistas individuais semi-estruturadas gravadas em áudio com posterior transcrição, análise e discussão. Foram entrevistados onze pacientes e três psicólogos. Religiosidade, busca de suporte social e estratégias direcionadas ao problema foram apontadas como alternativas de enfrentamento do câncer entre os pacientes analisados. Verificou-se que ainda há um longo percurso para que o trabalho do psicólogo hospitalar no setor de oncologia seja delimitado e reconhecido. O acompanhamento psicológico deve ser um processo contínuo na vida do paciente oncológico e as funções do psicólogo na oncologia ainda precisam ser definidas

Como Citar
MIRANDA, Eduardo de Freitas; DE SOUZA, Camila Coêlho. ASPECTOS DE RESILIÊNCIA EM PACIENTES ONCOLÓGICOS E A COLABORAÇÃO DO PSICÓLOGO NO ENFRENTAMENTO DO CÂNCER. Simpósio, [S.l.], n. 8, fev. 2020. ISSN 2317-5974. Disponível em: <http://revista.ugb.edu.br/ojs302/index.php/simposio/article/view/1929>. Acesso em: 27 jan. 2021.