REPRESENTAÇÕES SOCIAIS SOBRE O NÃO-FRACASSO ESCOLAR

Um Estudo Comparativo entre Estudantes da Rede Pública e Particular de Ensino do Interior do Estado do Rio de Janeiro

  • Luciene Alves Miguez Naiff
  • Eduardo de Freitas Miranda

Resumo

O presente estudo teve por objetivo investigar o fenômeno social do não-fracasso escolar, buscando comparar indivíduos de escolas públicas e particulares. Esta pesquisa justifica-se na necessidade de investigação dos fatores positivos no ambiente escolar. Utilizamos como principal referência para esta investigação a Teoria das Representações Sociais de Serge Moscovici, buscando a partir da abordagem estrutural de Jean-Claud Abric identificar o núcleo central e periférico destas representações sociais. Apresentou-se questões relativas ao histórico do fracasso escolar, das ideias pedagógicas, dados nacionais de aprovação e reprovação. Tratouse de uma pesquisa qualitativa, onde utilizamos na coleta de dados o Tarefa de Evocação Livre de Palavras a partir do termo indutor “Passar de Ano” que permitiu ainda uma análise semântica destas respostas e também utilizamos o Inventário de Metas Acadêmicas – IMA, que permitiu avaliar metas/objetivos de realização acadêmica nos participantes. A pesquisa foi realizada em escolas públicas e particulares do interior do estado do Rio de Janeiro, envolvendo 193 indivíduos, sendo 86 indivíduos matriculados em escolas públicas e 107 matriculados em escolas particulares cursando o último ano do ensino médio. Os resultados revelaram que os termos “dedicação”, “faculdade”, “notas” e “trabalho” foram os evocados maior número de vezes por alunos de escolas públicas, configurando este como o provável núcleo central da representação social e para os alunos de escolas privadas os termos mais evocados foram “alívio” e “esforço”, sendo estes o provável núcleo central da representação social desta amostra. O IMA mostrou que não houveram diferenças significativas entre alunos de escolas públicas e escolas privadas no que tange às metas acadêmicas.

Como Citar
NAIFF, Luciene Alves Miguez; MIRANDA, Eduardo de Freitas. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS SOBRE O NÃO-FRACASSO ESCOLAR. Simpósio, [S.l.], n. 8, fev. 2020. ISSN 2317-5974. Disponível em: <http://revista.ugb.edu.br/ojs302/index.php/simposio/article/view/1956>. Acesso em: 19 jan. 2021.