ANÁLISE DO CARÁTER EXISTENCIAL PRESENTE NA OBRA “A PAIXÃO SEGUNDO G.H.”

  • Fábio Elionar do Carmo Souza
  • Gabriel Amâncio Marques dos Santos

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo traçar um diálogo entre a obra “A Paixão Segundo G.H.” e o Existencialismo, mais precisamente entre o texto “O Existencialismo é um Humanismo”, de Jean-Paul Sartre, encontrando congruências entre as categorias existencialistas e o livro “A Paixão Segundo G.H.”, de forma a compreender melhor as ligações da obra de Clarice Lispector com a teoria existencialista e analisar como esse diálogo se sucede dentro da obra. Dessa maneira, foram consultados os trabalhos do Sartre (1970; 1945), Antônio Candido, Alfredo Bosi (2015) e Clarice Lispector (1964), dentre outros, para familiarização do que compõe o Existencialismo, da relação entre o Existencialismo e a Literatura e as especificidades da prosa de Clarice Lispector. Logo, com a perspectiva adquirida destes estudos foi construída uma análise de base existencialista da obra de Clarice Lispector. A análise revela um diálogo íntimo de “A Paixão Segundo G.H” com o Existencialismo, assim como percebe a ativação do Humanismo Existencialista na personagem “G.H.”.

Como Citar
SOUZA, Fábio Elionar do Carmo; DOS SANTOS, Gabriel Amâncio Marques. ANÁLISE DO CARÁTER EXISTENCIAL PRESENTE NA OBRA “A PAIXÃO SEGUNDO G.H.”. Simpósio, [S.l.], n. 8, fev. 2020. ISSN 2317-5974. Disponível em: <http://revista.ugb.edu.br/ojs302/index.php/simposio/article/view/1958>. Acesso em: 20 jan. 2021.