LEGADOS DO CAFÉ NO VALE DO PARAÍBA DO SUL

  • Gilson Roberto de Souza

Resumo

O presente trabalho realizado em um fragmento no município de Barra do Pirai, teve como objetivo avaliar a composição florística e seus usos pretéritos durante o ciclo do café do século XIX. Como metodologia foram plotadas 20 parcelas de 10 m x 10 m, com DAP≤ 5 cm acima totalizando 0,2 ha e levantamento documental de usos da madeira. Os resultados apontaram a presença 48 espécies distribuídas em 23 famílias. O uso mais detectado durante o século XIX foi na construção civil, correspondendo 44% das espécies. As espécies demostraram uma categoria sucessional secundaria inicial e tardia, indicando um grau de regeneração do fragmento. Os usos pretéritos da maioria das espécies afetam até hoje a diversidade local, este legado deixou marcas moldadas pelo homem na paisagem, tornando um novo paleoterritório na região do Vale do Paraíba. Mais estudos são necessários para entender as condições ecológicas não só do fragmento estudado como as florestas da região.

Como Citar
DE SOUZA, Gilson Roberto. LEGADOS DO CAFÉ NO VALE DO PARAÍBA DO SUL. Simpósio, [S.l.], n. 8, fev. 2020. ISSN 2317-5974. Disponível em: <http://revista.ugb.edu.br/ojs302/index.php/simposio/article/view/1961>. Acesso em: 20 jan. 2021.