MULHERES EM CÁRCERE

Uma Análise Interseccional sobre o Processo de Custódia e suas Interações com a Criminalização das Mulheres no Brasil

  • Carolina de Freitas da Cunha

Resumo

O presente trabalho pretende estabelecer um diálogo interdisciplinar, alinhado à criminologia de base crítica (labelling approach), sob orientação de uma epistemologia feminista, em constante desconstrução dos saberes hegemônicos, necessária à compreensão das relações de poder que forjam uma estrutura social que oprime mulheres, considerando os marcadores sociais de gênero (em sua categoria mais específica: patriarcado), de “raça” e de classe, e sua relação com a produção do encarceramento de mulheres no Brasil.

Como Citar
DA CUNHA, Carolina de Freitas. MULHERES EM CÁRCERE. Simpósio, [S.l.], n. 8, mar. 2020. ISSN 2317-5974. Disponível em: <http://revista.ugb.edu.br/ojs302/index.php/simposio/article/view/1987>. Acesso em: 19 jan. 2021.