A INFLUÊNCIA DAS REDES SOCIAIS NO PROCESSO DECISÓRIO DAS EMPRESAS E A VIOLAÇÃO CONSENTIDA DE PRIVACIDADE

  • Cláudia Valéria Abdala Lamoglia
  • Ana Caroline Medeiros Abel
  • Ana Clara Razut Gorito
  • Carolina Pires Serrazine de Assis
  • Camilla Amarante da Costa Lima
  • Carla Micheli Batista da Silva
  • Juliana Aparecida Alves Pereira
  • Victorya Rozario Santos de Lima

Resumo

O presente artigo pretendeu analisar e compreender a influência das redes sociais, em especial, Facebook e Instagram, no processo decisório de contratação e demissão das empresas privadas e os limites jurídicos da tutela da dignidade das pessoas que sofrem violações de direito. Para tanto, teve como fundamentação, além de uma pesquisa bibliográfica, em livros, artigos científicos e legislação, uma pesquisa de campo de cunho exploratório qualitativo através de entrevistas com professores e alunos do Centro Universitário Geraldo Di Biase campus de Barra do Piraí, de diversos cursos e que trabalham na iniciativa privada. Os resultados preliminares encontrados demonstram que o ordenamento jurídico brasileiro tutela a dignidade da pessoa humana, razão pela qual são invioláveis à intimidade e a vida privada. No entanto, ao fim da pesquisa conclui-se que os perfis sociais na rede de computadores, em sua grande maioria, são enquadrados em relacionamentos públicos. Neste sentido, o acesso, a consulta, as utilizações das informações lá encontradas são púbicas, não tendo que se valer em violação à dignidade da pessoa humana.

Como Citar
LAMOGLIA, Cláudia Valéria Abdala et al. A INFLUÊNCIA DAS REDES SOCIAIS NO PROCESSO DECISÓRIO DAS EMPRESAS E A VIOLAÇÃO CONSENTIDA DE PRIVACIDADE. Simpósio, [S.l.], n. 8, mar. 2020. ISSN 2317-5974. Disponível em: <http://revista.ugb.edu.br/ojs302/index.php/simposio/article/view/1989>. Acesso em: 28 jan. 2021.