VIABILIDADE DE COLISÃO NOS ESTÁGIOS INICIAIS DE FORMAÇÃO DA LUA POR COMPANHEIROS LUNARES TROIANOS

  • Anderson de Oliveira Ribeiro
  • Adrian Rodriguez Colucci
  • Rodrigo Resende

Resumo

Neste artigo desenvolvemos um estudo utilizando um modelo semi-analítico para mapear a evolução dinâmica de um corpo massivo em movimento co-orbital com a Lua. Assumimos que este objeto se formou conjuntamente com a Lua e analisamos a sua posterior migração, afastando-se da Terra devido ao efeito de maré para identificar passives colisões entre o corpo massivo e a Lua. Essas podem ser a explicação para a dicotomia de suas características geológicas superficiais. Nossos resultados, obtidos através de simulações dinâmicas, evidenciam que existe uma faixa de massa para os corpos massivos que apresentam grande probabilidade de colisão com a Lua.

Como Citar
RIBEIRO, Anderson de Oliveira; COLUCCI, Adrian Rodriguez; RESENDE, Rodrigo. VIABILIDADE DE COLISÃO NOS ESTÁGIOS INICIAIS DE FORMAÇÃO DA LUA POR COMPANHEIROS LUNARES TROIANOS. Simpósio, [S.l.], n. 8, mar. 2020. ISSN 2317-5974. Disponível em: <http://revista.ugb.edu.br/ojs302/index.php/simposio/article/view/2021>. Acesso em: 28 jan. 2021.