ROTAÇÃO POR ESTAÇÕES DE APRENDIZAGEM

  • Elisa Ferreira Silva de Alcantara

Resumo

Na Rotação por Estações de Aprendizagem, o professor cria um tipo de circuito dentro da sala de aula. Em cada uma das estações há uma atividade diferente proposta sobre uma temática central de acordo com o objetivo da aula. As atividades de cada estação embora diferentes e independentes devem ser articuladas a partir do foco definido e os estudantes devem transitar pelo circuito percorrendo em todas as estações. Ao final deve-se avaliar todo o percurso e discutir as aprendizagens construídas. Esta metodologia possui vantagens como: permitir relacionar a teoria e prática; promover ensinamentos com um início, meio e fim na mesma aula; pode ser aplicada em qualquer disciplina e em qualquer curso; garante estímulos diversos ao estudante, pois permite analisar uma questão sobre várias óticas; estimular a autonomia do aprendiz ao mesmo tempo que fomenta a socialização entre grupos diferentes de trabalho; garantir ao professor o papel de mentor, no lugar de emissor de conteúdo, pois reduz a parte expositiva das aulas para os 15 minutos finais na conclusão da atividade. É um método prático, funcional e de baixo custo; desenvolver a criatividade e organização; desenvolve a criatividade e organização; desenvolver a capacidade de solucionar problemas e construir seu próprio conhecimento e estimular uma visão sistêmica do problema ao mesmo tempo em que ele é analisado por partes em cada estação. Esta metodologia requer um planejamento cuidadoso considerando as atividades de cada estação, o tempo disponível para executá-las e o tamanho do grupo.

Como Citar
ALCANTARA, Elisa Ferreira Silva de. ROTAÇÃO POR ESTAÇÕES DE APRENDIZAGEM. Simpósio, [S.l.], n. 8, mar. 2020. ISSN 2317-5974. Disponível em: <http://revista.ugb.edu.br/ojs302/index.php/simposio/article/view/2107>. Acesso em: 23 jan. 2021.