OS IMPACTOS DA AUTOMEDICAÇÃO

Uma Análise Qualiquantitativa acerca da Incidência e Uso Indiscriminado

  • Arielly Cristina de Azevedo Villarinho Vimar
  • Ana carolina Garcez Dutra
  • Kamilla de Oliveira Alves

Resumo

A automedicação é a prática de consumir medicamentos sem a orientação de um profissional qualificado, sendo um fenômeno comum entre as pessoas. O presente trabalho tem por objetivo explicitar os detrimentos acerca da automedicação, levando em consideração que esse ato pode causar sérios prejuízos a saúde daqueles que a praticam, foi realizado um levantamento teórico sobre tópicos gerais em farmacologia e uma pesquisa com pessoas de diferentes graus de instrução, faixa etária e gênero, avaliando seu comportamento quanto a automedicação. A partir dos dados coletados verificou-se resultados discrepantes quanto ao medicamento, a finalidade e frequência de utilização. Para tanto, conclui-se que além da bula para administração correta do medicamento, também é necessário políticas públicas sobre os malefícios que eles podem causar quando utilizados incorretamente sem prescrição médica.

Como Citar
VIMAR, Arielly Cristina de Azevedo Villarinho; DUTRA, Ana carolina Garcez; ALVES, Kamilla de Oliveira. OS IMPACTOS DA AUTOMEDICAÇÃO. Simpósio, [S.l.], n. 9, fev. 2021. ISSN 2317-5974. Disponível em: <http://revista.ugb.edu.br/ojs302/index.php/simposio/article/view/2218>. Acesso em: 24 out. 2021.