A RESISTÊNCIA PELA PALAVRA NA OBRA A FILHA PRIMITIVA, DE VANESSA PASSOS

  • Elisa Andrade

Resumo

Este trabalho busca analisar os aspectos estruturais e semânticos da obra contemporânea A filha primitiva, de Vanessa Passos, com o objetivo de destacar a resistência presente na narrativa que leva à reflexão sobre trajetórias de violência contra a mulher. Embora não seja explicitamente engajada a algum movimento, revela a revolta na postura e no discurso das personagens que vivenciam situações ainda tão presentes em nossos dias. A fim de explorar a obra, será consultada a teoria da resistência como forma imanente da escrita, de Bosi (1996), bem como reflexões acerca da literatura contemporânea, de Perrone-Moisés (2016), entre outros autores que auxiliem na construção do estudo em questão.

Como Citar
ANDRADE, Elisa. A RESISTÊNCIA PELA PALAVRA NA OBRA A FILHA PRIMITIVA, DE VANESSA PASSOS. Simpósio, [S.l.], n. 10, abr. 2022. ISSN 2317-5974. Disponível em: <http://revista.ugb.edu.br/ojs302/index.php/simposio/article/view/2560>. Acesso em: 21 maio 2024.