AVALIAÇÃO DO RENDIMENTO OPERACIONAL DE UM POSTO DE TRABALHO

  • UGB FERP UGB
  • Flávio Pires

Resumo

APRESENTAÇÃO (DADOS DE IDENTIFICAÇÃO)


De uma forma geral os alunos que ingressam no curso tem o conhecimento da realidade do chão de fábrica e dos seus problemas cotidianos. Ter essa experiência, seja por intermédio de estágios, de visitas ou por simulação em laboratórios/exercícios práticos é fundamental para a preparação desse profissional para o mercado de trabalho. A partir dessa necessidade, foram desenvolvidas aulas práticas que simulam a rotina de um processo produtivo com seus problemas e soluções mais comuns, de forma a conseguir os melhores resultados em termos de qualidade, produtividade e custos. Nesse contexto, no segundo semestre de 2013 foi desenvolvida uma aula prática de Avaliação do rendimento operacional de um posto de trabalho, que é uma metodologia que permite definir a definir a ocupação de um posto de trabalho através de uma cronoanálise (estudo de tempos e movimentos). Essa metodologia permitirá ao Engenheiro de produção otimizar a alocação da mão-de-obra num processo produtivo. Essa aula prática foi desenvolvida na disciplina Contextualização em Engenharia de Produção I, e destaca-se a efetiva participação dos graduandos na simulação.


 


OBJETIVOS DA AÇÃO


Preparar melhor os alunos de Engenharia de produção para o mercado de trabalho, fazendo com que eles estejam familiarizados com um processo produtivo, seus problemas e suas soluções com base nas ferramentas e métodos usados nos sistemas de produção enxuta.


 


CONTEÚDOS DOS TRABALHOS


O rendimento operacional de um posto de trabalho pode representar o sucesso ou o fracasso de um sistema de produção. Uma das ferramentas mais usados para avaliar esse rendimento operacional, usualmente aplica-se a técnica da cronoanálise, que usa acronometragem como ferramenta e apura a medição do tempo real para a indicação do tempo previsto, ou seja, com o tempo medido, pode-se avaliar a ocupação do operador. No mercado extremamente competitivo os profissionais de engenharia de produção encontrarão um num contexto profissional que entre outros os seguintes desafios:


  •  Baixa produtividade industrial do Brasil;

  •  Dificuldade em desenvolver setores mais dinâmicos;

  •  Melhoria da qualidade na formação do Engenheiro de Produção.

Os objetivos dessa aula prática foram:


  •  Desenvolvimento de um exercício prático de cálculo de rendimento;

  •  Agregar à disciplina de CEP I ferramentas que são utilizados no mercado de trabalho;

  •  Auxiliar os alunos a desenvolverem uma avaliação do rendimento operacional de um posto de trabalho, que possa ser aplicada em diversos tipos de atividades industriais

Para desenvolver esse exercício prático foram utilizados os computadores do laboratório de informática III.

Como Citar
FERP, UGB; PIRES, Flávio. AVALIAÇÃO DO RENDIMENTO OPERACIONAL DE UM POSTO DE TRABALHO. Simpósio, [S.l.], n. 2, out. 2017. ISSN 2317-5974. Disponível em: <http://revista.ugb.edu.br/ojs302/index.php/simposio/article/view/297>. Acesso em: 20 ago. 2022.